TV Gazeta Logo TV Gazeta Logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo SP BR
Logo TV Gazeta TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta! TV Gazeta, Receitas, Revista da Cidade, Você Bonita, Mulheres, Gazeta Esportiva, Jornal da Gazeta, Mesa Redonda, Troféu Mesa Redonda, Papo de Campeões, Edição Extra, Gazeta Shopping, Fofoca

Vinicius Torres Freire / A crise da energia no Brasil

Confira o conteúdo exclusivo da TV Gazeta - Vinicius Torres Freire / A crise da energia no Brasil

Vinicius Torres Freire / A crise da energia no Brasil Confira o conteúdo exclusivo da TV Gazeta - Vinicius Torres Freire / A crise da energia no Brasil
O governo pode pedir que a gente consuma menos energia elétrica ainda este ano. Foi o que disse o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, em entrevista a um jornal americano.
Claro que o ministro colocou panos quentes nessa declaração meio assustadora. O risco de faltar energia elétrica neste ano ainda é pequeno, diz o ministro, como vem dizendo todo o governo.
Mas... Mas pode acontecer, admite cada vez mais o próprio governo. Se não cair mais chuva em abril ou maio, pode haver um racionamento voluntário, vamos dizer assim.
Faz dez dias, aqui no Jornal da Gazeta, a gente comentou que o governo vem dizendo que o gato está subindo no telhado.
Em janeiro, o pessoal da comissão responsável por checar se vai faltar energia no país, gente do governo e do setor privado, dizia risco de racionamento de eletricidade era zero. Em fevereiro, o risco passou a ser baixíssimo. No início de março, se dizia que o risco de faltar energia era baixo.
Faz dez dias, o pessoal do Ministério de Minas e Energia disse hoje numa audiência no Congresso que "acendeu o sinal amarelo" para o risco de racionamento. Agora, a gente pode receber um convite educado para gastar menos, de modo que não venha o racionamento obrigatório.
É verdade que são raros os entendidos no assunto que cravam que vai haver racionamento neste ano. Mas quase ninguém, fora do governo, descarta a possibilidade de que possa haver racionamento a partir ou logo depois da Copa. A gente depende de chuva. Esses especialistas acham que, por prudência, o governo já deveria ter começado uma campanha de poupança de energia, para evitar o pior.
O problema, como em tantos casos, é que estamos em ano de eleição. Como disse o próprio ministro Lobão, "isso poderia ser interpretado como início de racionamento". Mesmo que seja necessário poupar por prevenção, dificilmente o governo vai lançar uma campanha dessas, com o que passaria a impressão de que falhou na política de energia, o orgulho maior da presidente Dilma Rousseff.
Leia mais sobre: