TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Tragédia humanitária na Venezuela

Comentário de Política Internacional, com João Batista Natali.

Tragédia humanitária na Venezuela Comentário de Política Internacional, com João Batista Natali.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
Comentário de Política Internacional, com João Batista Natali

"Imaginem a mãe que abandona a filhinha de três anos, numa estação de metrô, com a mochilinha nas costas e um bilhete para que alguém cuide da criança, porque a família não tem como comprar comida. Ou então um orfanato em que crianças são entregues pelas famílias para não passarem fome.

Isso acontece na Venezuela e está no Washington Post. Até combina com o relatório da Organização dos Estados Americanos, divulgado ontem, e que diz o seguinte: em quatro Estados venezuelanos, 70% das crianças de até 5 anos estão desnutridas.

A tragédia humanitária provocada pela ditadura bolivariana está abaixo do fundo do poço. E, mesmo assim, o ditador Nicolás Maduro convocou eleições para 23 de abril e por mais que ele seja rejeitado por 80 por cento da população, ele vai ser "reeleito". Com todos os trambiques imagináveis.

Dois dos três mais fortes partidos da oposição foram proibidos. E quanto aos dois oposicionistas mais populares, um está preso e o outro, com os direitos políticos cassados. Por isso mesmo, reúnem-se hoje, no Peru, os 12 países latino-americanos que fazem parte do Grupo de Lima. O grupo reage à farsa eleitoral da Venezuela e segue o exemplo dos Estados Unidos e da União Europeia, que não reconhecem a reeleição de Maduro.

Aqui no Brasil, a questão humanitária foi criada em Roraima, com a chegada de 40 mil refugiados venezuelanos. A Colômbia enfrenta o mesmo problema. Mas os refugiados que atravessam a fronteira colombiana, atrás de comida e medicamentos, são muito mais numerosos.

O governo da Colômbia anunciou na semana passada que está negociando com organismos internacionais, para que a Venezuela receba um empréstimo de 60 bilhões de dólares, tão logo a ditadura de Maduro seja derrubada. A Venezuela tem as maiores reservas de petróleo do mundo. Mas está quebrada. O PIB dela caiu em 40% nos últimos cinco anos. O dinheiro na Venezuela está no bolso dos governantes e dos militares corruptos. É assim que o mundo gira. Boa noite."

Veja também