Vídeos

 
Exclusivo

Suécia arquiva ação contra Assange, do Wikileaks

0:00 / 0:00

O Wikileaks é o mais competente grupo anarquista da internet. Desde que foi criado, em 2006, já vazou algo em torno de 10 milhões de documentos, militares e diplomáticos. O grande mentor da equipe é o jornalista australiano Julian Assange. Ele está, desde 2012, exilado na embaixada do Equador em Londres. Por causa da grande confusão em escala planetária que ele e o grupo dele criaram, Assange tinha medo de ser preso e extraditado para os Estados Unidos, onde ele é visto como espião e criminoso. Eis que em 2010, uma cidadã sueca o acusou de violência sexual. Assange, que está hoje com 45 anos, sempre argumentou que a relação dele com a moça foi consentida. E acusava o processo de ser político. Pois hoje, sexta-feira, a procuradoria da Suécia arquivou o processo, por falta de novas pistas para investigar. Mas não é por isso que Assange poderá circular livremente pelo mundo. O Reino Unido tem uma ordem de prisão contra ele. E ele não pode correr o risco de sair da embaixada do Equador. Qualquer embaixada é um pedacinho de território do país que representa. O Equador deu asilo a Assange, porque o presidente do país, Rafael Correa, ainda era de esquerda, e queria irritar os Estados Unidos. O governo americano não perdoa o Wikileaks por causa dos documentos que o site divulgou. São relatórios sobre desastres militares do Pentágono durante a invasão do Iraque. Foi o manual secreto para os carcereiros, que torturavam psicologicamente os suspeitos de terrorismo islâmico, presos na base de Guantánamo. E aqui no Brasil, a revelação de que a espionagem americana grampeava os telefonemas de Dilma Rousseff. O Wikileaks também vazou, no ano passado, a correspondência de um assessor de Hillary Clinton. O adversário dela, Donald Trump fez propaganda com esse material. Se Assange um dia entrar nos Estados Unidos, ele vai ser preso. E poderá até cumprir uma pena de prisão perpétua. Trump é um ingrato. É assim que o mundo gira. Boa noite.


Conteúdo disponível em Jornal da Gazeta .

O Jornal da Gazeta mostra as principais notícias do dia, reportagens exclusivas e análises feitas por comentaristas especializados.