TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Porto Rico, ilha americana no Caribe, está em crise

Porto Rico, ilha americana no Caribe, está em crise
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
Vocês com certeza já ouviram falar de Porto Rico. Pois é uma ilha do Caribe, que está agora à beira da falência. Uma falência econômica, e não política ou institucional. Porto Rico não tem dinheiro para pagar a dívida pública. É um território de propriedade dos Estados Unidos. Não possui nem quatro milhões de habitantes. Mas tem uma dívida de no mínimo 70 bilhões de dólares. É praticamente a mesma quantia do PIB interno. Porto Rico foi descoberta bem no finzinho do século 15 por Cristóvão Colombo. Durante quatro séculos, foi uma colônia espanhola. Mudou de dono em 1898, quando os Estados Unidos e a Espanha travaram uma rápida guerra. Os americanos obviamente levaram a melhor. O governo americano então recebeu como indenização não apenas Porto Rico, mas também Cuba, no Caribe, e as Filipinas, no Pacífico. Hoje, a pequena ilha americana é bem mais rica que os vizinhos de Caribe. Mas é bem mais pobre que um Estado americano. Feitas as contas, em três plebiscitos os eleitores de Porto Rico preferiram se manter como território. Eles pagam menos impostos e têm vantagens comerciais. Em compensação, não elegem deputados e senadores que os representem no Congresso americano. Acontece que Porto Rico gasta mais do que arrecada. Mais ou menos como era o Brasil no ano passado. Só um exemplo: as escolas têm hoje 40 por cento a menos de alunos. Mas têm 10 por cento a mais de professores. E a dívida agora ficou muito grande para fazer um ajuste fiscal. A lei americana permite que municípios peçam concordata e paguem devagarinho aos bancos credores. Mas os Estados não podem fazer isso. Não têm o direito de recorrer aos bancos. E, para efeitos de dívida, Porto Rico é assimilado a um Estado. A dívida porto-riquenha é um problema interno dos americanos. Mas, se a ilha quebrar, ela afastará os investidores que são responsáveis pelo dinamismo do parque industrial que existe por lá. É assim que o mundo gira. Boa noite.

Veja também