TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

ONG calcula 36 milhões de escravos no mundo

O assunto de hoje é a escravidão. É aquilo que a Lei Áurea aboliu no Brasil, há 127 anos.

ONG calcula 36 milhões de escravos no mundo O assunto de hoje é a escravidão. É aquilo que a Lei Áurea aboliu no Brasil, há 127 anos.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
O assunto de hoje é a escravidão. É aquilo que a Lei Áurea aboliu no Brasil, há 127 anos. Pois bem, a escravidão continua a existir. E existem entidades que estudam essa questão. Uma delas é uma ONG com sede na Austrália, que se chama Walk Free. Ela acredita que quase 36 milhões de pessoas sejam hoje escravas em todo o planeta. Para alguns especialistas, esse número é exagerado. Mesmo assim, a ONG diz que essa condição horrorosa persiste numa lista de países encabeçada pela Índia, onde existem 14 milhões de escravos. Estão em seguida a China e o Paquistão. A revista inglesa Economist abordou recentemente o assunto. Disse que a escravidão está crescendo em alguns países muçulmanos. Citou o caso do Marrocos, onde meninas são entregues pelas famílias muito pobres, para serviços domésticos nas casas das famílias mais ricas. Mas a novidade mais assustadora vem desse grupo militar que controla parte da Síria e do Iraque, que é o Estado Islâmico. Ele sequestra mulheres e adolescentes da etnia dos iazidis, e as revende por até 200 dólares a bordeis do Oriente Médio. Os iazidis são um povo monoteísta, respeitável e muito antigo. O Estado Islâmico também pratica o crime de sequestrar adolescentes, para vende-las como esposas a muçulmanos que praticam a poligamia. Um grupo de 140 professores universitários lançou no ano passado um manifesto, em que alerta o Estado Islâmico de que isso é crime, e que não ter nenhum fundamento no Alcorão. O país com mais escravos per capita é a Mauritânia, na África do Norte, onde uma lei que criminaliza a escravidão foi aprovada apenas há oito anos. Mesmo assim, a lei é pouco aplicada. No Golfo Pérsico, o pequeno emirado do Qatar aboliu a escravidão em 1952, há apenas 63 anos. Mas há denúncias sobre o uso de trabalho escravo em grandes obras públicas. O governo tomou algumas medidas, porque sabe que esse tipo de coisa emporcalha a imagem do emirado, que pretende sediar a Copa do Mundo de 2022. É assim que o mundo gira. Boa noite.

Veja também