TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Obama muda e decide manter tropas no Afeganistão

Obama muda e decide manter tropas no Afeganistão
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
Muita gente quase não se lembra mais do Afeganistão. Pois é aquele país que dava abrigo à Al Qaeda, quando o grupo terrorista destruiu, em 2001, as Torres Gêmeas, em Nova York. Pois bem, os Estados Unidos invadiram o país e defenestraram os radicais que o governavam, que é o Talibã. Esse grupo radical sunita virou então um exército de guerrilheiros. Até o ano passado, eles ainda eram combatidos por forças da Otan, a aliança militar ocidental. Se o Exército regular afegão desse conta do recado, até os americanos já teriam retirado suas forças. Mas não é o que está acontecendo. Há uma semana, o Talibã tomou por três dias a cidade de Kunduz, uma capital provincial bem ao norte. Antes de ser rechaçado, o grupo carregou as armas e limpou os cofres dos bancos locais. Pois hoje o presidente Barack Obama anunciou que os americanos manteriam a presença militar no Afeganistão, mesmo depois que ele deixar a Casa Branca, em janeiro de 2017. Ele descumpre, com isso, mais uma de suas antigas promessas. Atuam hoje no Afeganistão quase 10 mil militares Americanos. Permanecerão pouco mais de 5.000. O país é um pouco maior que o Estado brasileiro de Minas Gerais, e tem 32 milhões de habitantes. É uma mistura de deserto com montanhas. E o Talibã não é a única força de guerrilha que luta contra o governo pró-americano. Tem também o malfadado Estado Islâmico, que só nos últimos dois meses organizou cinco grandes ataques a cidades. O Estado Islâmico está se expandindo. Não atua apenas na Síria e no Iraque. Os Estados Unidos são tradicionalmente acusados de serem os gendarmes do mundo. Pode até ser verdade. Mas eu quero ver o que aconteceria nessa imensa região se fossem embora todos os militares americanos. O Oriente Médio e aquele pedacinho de Ásia cairiam sob o controle de terroristas. Não é bem o que a gente quer. É assim que o mundo gira. Boa noite.

Veja também