TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Na política e na religião, os discursos de ódio

Comentarista de Política do Jornal da Gazeta, Bob Fernandes fala sobre intolerância.

Na política e na religião, os discursos de ódio Comentarista de Política do Jornal da Gazeta, Bob Fernandes fala sobre intolerância.
Logo do programa
Por questões de técnica e a longa história da profissão, a mídia fatia e expõe os fatos em páginas ou imagens diferentes.
.
Notícias são separadas como se os fatos todos fossem sempre desconectados entre si. E a realidade, a vida não é assim.
.
No sábado a juíza Carine Labres casou Solange e Sabriny no fórum de Santana do Livramento (RS).
.
O Centro de Tradições Gaúchas local foi incendiado para evitar o casamento que lá seria realizado.
.
Isso no país em que foram assassinados mais de mil homossexuais em 3 anos.
.
Cada vez mais tem gente que ganha a vida, e ganha muito, pregando a "cura gay" e com ameaças de "fogo do inferno" e "vingança divina".
.
E tem quem não enxergue a relação entre a pregação de ódio e esse surto de ira incendiaria no sul do Brasil.
.
Tem quem não perceba o que resulta do discurso de ódio, o homofóbico, mas não apenas.
.
Como tem quem faça de conta ser obra do acaso os ataques recentes a casas e cultos religiosos de origem africana. No Rio e Salvador, por exemplo.
.
O ódio como condutor de discurso político, religioso, não é algo banal. Não é apenas parte do jogo. Não num país onde 50 mil pessoas, em média, são assassinadas a cada ano.
.
País onde o ódio jorra nos programas policiais de TV e rádio, nas arquibancadas, no trânsito, nas escolas, nas redes sociais...
.
Ódios vão se cristalizando e se reproduzindo nas linguagens. Assim, odeie-se ainda mais ao PT, ao Lula e à Dilma.
.
Em contrapartida, ódio ao PSDB, ao Aécio, à Marina e ao marinês.
.
Ódio eterno ao Bolsa-Família, às cotas, aos médicos cubanos, ao tigre e ao pai do menino. Ódio aos nordestinos, ódio aos pobres e aos ricos.
.
Ódio aos coxinhas que odeiam ciclovias. Rubrofóbicos, os coxinhas odeiam aquele asfalto pintado de vermelho.
.
Ódio a quem notar e repelir tanto ódio.
.
E, claro: o meu ódio é valido, o seu, não. Assim como vice-versa.

Veja também