TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Multidão de refugiados gera racismo na Europa

Multidão de refugiados gera racismo na Europa
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
Há bem poucos anos, a Europa se queixava do excesso de imigrantes. Mas ela precisava de mão-de-obra, e também precisava dividir a prosperidade com os trabalhadores dos antigos territórios coloniais. Eram os paquistaneses na Inglaterra, ou os Argelinos na França. Mas essa chamada "invasão estrangeira" mudou de perfil. Agora, o drama tem como protagonistas os refugiados. Nós já falamos dessa multidão que cruza o Mediterrâneo para pedir asilo na Itália ou na Espanha. Os barcos afundam, e este ano mais de dois mil já morreram afogados. Eis que hoje, terça-feira, dois alertas foram lançados ao mesmo tempo. O primeiro veio das Nações Unidas.
O Alto Comissariado de Refugiados fez as contas e anunciou, em Genebra, que 160 mil desesperados já desembarcaram desde janeiro na Grécia. Só em julho, foram 60 mil. A Grécia é um país pequenininho, com pouco mais de 10 milhões de habitantes. Mas é também um país que afundou numa profunda crise econômica. Não tem como dar casa e emprego para tanta gente. Mesmo assim, a ONU fez um apelo para que o governo grego demonstre generosidade.
O segundo alerta veio da Alemanha. O governo de Berlim calculava que receberia este ano 450 mil refugiados. Fez uma nova previsão e agora espera 750 mil. Mesmo sendo o país mais rico da Europa, ele vai ter dificuldades para absorver tanta gente. A Alemanha superou a Suécia, que até agora recebia mais refugiados. Esses desesperados fogem dos conflitos africanos, fogem da guerra civil na Síria, que já dura quatro anos. E fogem também do Iraque e no Afeganistão. O mundo não está nem mais, nem menos violento. A única grande novidade que faz imensos estragos são os malucos do Estado Islâmico, que atuam no Oriente Médio, e espalharam franquias na Nigéria e na Líbia. A solução, então, é fugir para a Europa. Mas ela não tem uma capacidade ilimitada para receber essa multidão de vítimas. Isso gera intolerância, e essa coisa horrorosa que é o racismo. É assim que o mundo gira. Boa noite.

Veja também