Vídeos

 
Exclusivo

Militares querem mudar lei… Mas gato escaldado quer distância de água fria

0:00 / 0:00

No Twitter o comandante do Exército, general Villas Bôas, cobrou "segurança jurídica" para os militares envolvidos na Operação das Forças Armadas no Rio.
.
O general quer a revisão de uma lei. A lei determina que militares sejam julgados pela justiça comum quando cometem crimes dolosos contra a vida de civis.
.
Um projeto de lei, já no Senado, prevê que tais crimes sejam julgados por tribunais militares quando cometidos por militares.
.
Isso, ressalte-se, no caso de operações semelhantes à em curso no Rio.
.
Conclusão inescapável: a justiça comum é vista como inadequada para e pelos militares. Seja pela ineficiência, morosidade ou por motivo ainda a ser exposto.
.
Certamente deve haver razões que sustentem a visão e o pleito das Froças Armadas, mas resta a questão...
.
... A qual justiça são submetidos os cidadãos comuns, senão a essa mesma justiça comum?
.
Hoje na Folha, ao tratar desse tema, o colunista Marco Aurélio Canônico lembrou:
.
-Numa cidade em que quase todas as mortes cometidas por PMs viram "autos de resistência" não são as forças se segurança que estão desamparadas nos tribunais.
.
Dizer que matou em legítima defesa, o tal "auto de resistência", é pratica comum país afora, não só no Rio de Janeiro.
.
Lembra o colunista que tal lei criaria "um foro privilegiado para soldados que matem civis".
.
E que isso, no contexto da atuação no Rio, "não é proteção, é licença para matar".
.
Vejamos um exemplo: uma criança é morta por bala perdida em um tiroteio. Disparo feito por um soldado numa ação contra traficantes.
.
Quem vai discutir com um general, ou com as Forças Armadas, qual será o tribunal adequado? Qual o potencial de desgaste e conflitos embutido nessa ideia e projeto?
.
Cabe ainda outra pergunta: se aprovada, tal lei valeria para toda e qualquer operação semelhante das Forças Armadas em qualquer ponto do país?
.
Nesse tempo tão estranho isso soa estranho. E sim, porque gato escaldado quer distância de água fria.


Conteúdo disponível em Jornal da Gazeta .

O Jornal da Gazeta mostra as principais notícias do dia, reportagens exclusivas e análises feitas por comentaristas especializados.

Vídeos relacionados