TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

João Batista Natali/ Na Argentina, linchamentos viram problema político

João Batista Natali/ Na Argentina, linchamentos viram problema político
Logo do programa
Vamos falar da Argentina. Nas duas últimas semanas, foram registrados doze casos de linchamentos de supostos criminosos. Uma das vítimas morreu. Existe naquele país uma degradação dos serviços públicos. E a polícia não é exceção. Com policiais menos eficientes, o cidadão vira um bicho selvagem, e passa a fazer justiça com as próprias mãos. Vamos recuar no tempo. Há coisa de cem anos, a Argentina era o oitavo país mais rico do mundo. E foi o primeiro, na América Latina, a possuir uma classe média forte. Essa classe média exigia serviços públicos de qualidade. A Argentina tinha as melhores escolas, os melhores hospitais. E também uma excelente polícia. Pois bem, essa Argentina não existe mais. Ela perdeu o bonde da história. Afundou em planos econômicos irresponsáveis. O país caiu nas mãos de políticos carismáticos e incompetentes. Uma parcela da população está hoje abaixo da linha de pobreza. E tem até gente passando fome, o que jamais havia existido. Há cinco anos, o governo não divulga dados sobre a criminalidade. As informações são hoje coletadas por universidades e ONGs. Mas, apesar de tudo, não é um país tão violento quanto o Brasil. A taxa de assassinatos é seis vezes menor que a daqui. São 4,4 homicídios para cada cem mil habitantes. Mas estão aumentando os roubos a mão armada. Como se poderia prever, os linchamentos viraram problema político. A presidente Cristina Kirchner, na defensiva, foi à televisão, segunda-feira, e fez um apelo em favor do fim da violência. Um de seus adversários, candidato para sucedê-la nas eleições do ano que vem, atribuiu os linchamentos à percepção da população de que o Estado está ausente. Mas não vamos exagerar. Buenos Aires ainda é uma cidade bem mais segura que o Rio ou São Paulo. As pessoas andam sem medo, pelas ruas do centro, a qualquer hora da noite. Mas isso pode estar chegando ao fim. A criminalidade miúda e o crime organizado têm o poder de estragar tudo. É assim que o mundo gira.

Veja também