Vídeos

 
Exclusivo

Inflação baixa pode ser indicador de problemas na economia

0:00 / 0:00

Comentário de Economia, com Vinicius Torres Freire.

"A inflação está baixinha. Inflação alta ou crescendo nunca é bom. Mas quando está baixa demais, pode ser sinal de algum problema na economia também. No último ano, a inflação subiu apenas 2,8%. O objetivo do país é ter uma inflação estável, em torno de 4,5%. A diferença parece pequena, na aritmética. Mas, para a economia, não é.

O que pode estar acontecendo? Uma inflação baixa pode ser sinal de que a economia ainda está muito fria, que ainda produz muito pouco. Um dos principais sinais de economia fria é desemprego muito grande. Quando há muito desemprego, os salários crescem muito pouco. Se crescem pouco, o custo das empresas cresce quase nada. Há menos pressão para aumento de preços.

É uma explicação do que está acontecendo agora. Os salários voltaram a crescer, na média, mas crescem muito pouquinho. Neste ano, estão crescendo em ritmo menor que no ano passado. Além do mais, como a inflação foi baixa no ano passado também, os reajustes desse ano devem ser mais contidos.

Além de desemprego, houve o que os economistas chamam de "choque positivo" no ano passado, que continua a ter efeitos neste ano. Como a gente já contou várias vezes aqui, a safra no ano passado foi excepcional. O preço dos alimentos caiu. Como a safra deste ano continua boa, os preços da comida continuam contidos. Alimento e bebida é o que mais pesa no orçamento das famílias e, por isso, na inflação.

O dólar estável ajuda a manter os preços estáveis também. Outro motivo de inflação contida. A pergunta que fica é: por que a economia continua tão fria, mesmo que se recupere um pouquinho? Pode ser que as taxas de juros tenham ficado altas demais por muito tempo, ou ainda estejam altas demais.

Com juros altos demais, o crédito fica caro, consumidores compram menos, empresas investem menos, há menos negócio, menos emprego. Parece que o Banco Central errou na dose dos juros básicos da economia. E os bancos estão sentando a mão nos juros que cobram dos clientes.

Isso explica parte do nosso resfriado que não passa."


Conteúdo disponível em Jornal da Gazeta .

O Jornal da Gazeta mostra as principais notícias do dia, reportagens exclusivas e análises feitas por comentaristas especializados.