TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

A bem-comportada Hillary contra o tosco Trump

E entramos na reta da campanha para as eleições de verdade, no dia 8 de novembro.

A bem-comportada Hillary contra o tosco Trump E entramos na reta da campanha para as eleições de verdade, no dia 8 de novembro.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
Pois então chegamos ao fim das eleições primárias americanas. E entramos na reta da campanha para as eleições de verdade, no dia 8 de novembro. Seria bom se agora começasse o debate, entre de um lado a democrata Hillary Clinton, e, de outro, o republicano Donald Trump. Mas eu não acredito que entre os dois existirá um confronto consistente de ideias. Vai ser um confronto de ofensas e chavões. Não por culpa de Hillary, que é uma senhora bem-comportada, uma pessoa do establishment político. Mas por culpa de Donald Trump. Ele é o candidato do patriotismo tosco. Acredita na superioridade do Americano protestante e branco. Tem preconceito contra os imigrantes. Trump concebe o país como uma estrutura de interesses culturais voltada para dentro, sem precisar negociar e fazer concessões com os países estrangeiros. Mas agora Hillary Clinton também vai passar por alguns problemas sérios. Ela deverá pôr tempero no liberalismo que defende para a economia. Precisará incorporar algumas das ideias de Bernie Sanders, o senador de centro-esquerda que fez bonito nas primárias democratas, e que representa o eleitorado mais jovem, o eleitorado mais carente de direitos econômicos e sociais. Hillary tem de tudo para se sair bem. Ela reúne desde já 70 por cento do eleitorado feminino. E poderá ser a primeira mulher como chefe da Casa Branca, onde aliás ela já morou por oito anos, nos tempos em que o marido dela, Bill Clinton, era o presidente dos Estados Unidos. Mas não é por causa dela que precisamos preparar o estômago. É por causa dele, de Donald Trump. A mídia será bombardeada por esse representante do conservadorismo vazio de cultura. Desse candidato que preocupa a União Europeia, e que só inspira simpatia nos governos da Rússia e da China. Normalmente, todos nós aprendemos alguma coisa com as campanhas eleitorais. Não será o caso de Donald Trump. Ele é desde agora o candidato do mais puro e previsível besteirol. É assim que o mundo gira. Boa noite.

Veja também