TV Gazeta Logo TV Gazeta Logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo SP BR
Logo TV Gazeta TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta! TV Gazeta, Receitas, Revista da Cidade, Você Bonita, Mulheres, Gazeta Esportiva, Jornal da Gazeta, Mesa Redonda, Troféu Mesa Redonda, Papo de Campeões, Edição Extra, Gazeta Shopping, Fofoca

Grande político, o Papa avança com cuidado

Papa Francisco abriu um sínodo extraordinário no Vaticano. Convocou 191 bispos e cardeais para discutirem, durante duas semanas, e a portas fechadas, questões ligadas à família.

Grande político, o Papa avança com cuidado Papa Francisco abriu um sínodo extraordinário no Vaticano. Convocou 191 bispos e cardeais para discutirem, durante duas semanas, e a portas fechadas, questões ligadas à família.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Eu quero falar hoje sobre o papa Francisco. No domingo ele abriu um sínodo extraordinário no Vaticano. Convocou 191 bispos e cardeais para discutirem, durante duas semanas, e a portas fechadas, questões ligadas à família. Há mais de 30 anos que um papa não convocava um sínodo extraordinário. Um sínodo não é uma assembleia que decide, não é um colegiado que redigirá um texto com deliberações que os católicos deverão obedecer. O que o papa quer é sentir a correlação de forças entre conservadores e liberais. Papa Francisco não colocou em pauta assuntos bombásticos, como o aborto, a eutanásia ou o celibato clerical. Mas liberou a discussão sobre anticoncepcionais e o batismo de crianças de casais homossexuais. O papa também quer que o sínodo discuta a relação da igreja com casais em que um dos cônjuges tenha sido divorciado. Esse papa argentino é um grande político na história do catolicismo. Eu acreditava no ano passado que ele seria basicamente um conservador. Não foi nada disso. Ele não para de emitir sinais. Há três semanas ele casou ex-divorciados ou casais que já tinham filhos. Logo depois demitiu um bispo paraguaio, acusado de acobertar casos de pedofilia. Com relação ao sínodo, ele conhece a turma dele, e sabe que precisa avançar com cuidado. O partido dos bispos conservadores se mobilizou e lançou há dias um documento contrário às mudanças. O grupo é liderado por um cardeal alemão, Gerard Muller. Há um outro cardeal, que é uma espécie de líder do partido liberal, e que também é alemão. Ele se chama Walter Kaspar. Pois imaginem que o papa designou Kaspar como chefe das discussões que começaram no domingo. O papa Francisco é um pouco parecido com João 23, que há meio século convocou o Concílio do Vaticano Segundo, e virou o catolicismo de pernas para o ar. Com o perdão da comparação, esse tipo de papa acredita que a Igreja é como bicicleta. Se parar, cai. É assim que o mundo gira. Boa noite.
Leia mais sobre:
Siga o Jornal da Gazeta nas redes sociais