TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Ainda falta definir muita coisa na área econômica

Ajustar as contas públicas e manter a inflação baixa e estável, parecem ser os principais focos da nova equipe econômica. E estão bem interligados.

Ainda falta definir muita coisa na área econômica Ajustar as contas públicas e manter a inflação baixa e estável, parecem ser os principais focos da nova equipe econômica. E estão bem interligados.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
Ajustar as contas públicas e manter a inflação baixa e estável, parecem ser os principais focos da nova equipe econômica. E estão bem interligados. Henrique Meirelles disse até que, se nos últimos anos, a política fiscal dificultou o controle da inflação, agora, passará a fazer o oposto. E o sucesso vai depender muito do Congresso, que deve aprovar medidas, como a que limita a expansão de gastos e será apresentada na quarta-feira.Tombini, criticado quando esteve à frente do BC, por manter uma postura alinhada aos objetivos do governo, de estimular o consumo mesmo com a inflação já pressionada, foi no mesmo embalo: afirmou que faltou uma política fiscal consistente. Só não reconheceu que o próprio BC complicou mais a situação, por não ter uma postura independente, preventiva. Mas eram as regras do jogo. Quem mandava e decidia estava no Planalto. Juros mais altos só depois das eleições. E não foi culpa do Banco Central a contenção artificial de preços, como de energia, que levou ao tarifaço e jogou a inflação nos dois dígitos. O diagnóstico agora está correto. O expansionismo dos gastos públicos afeta a Inflação. Inflação que, como ressaltou Goldfajn, prejudica a renda, o consumo, os investimentos e toda a atividade. A austeridade fiscal é mesmo fundamental no controle da inflação e na retomada da confiança dos agentes econômicos. Confiança que pode ajudar a alavancar um desempenho melhor da economia. Mas é preciso fazer com que as metas funcionem na prática. Ainda falta definir muita coisa. O ajuste das contas, certamente, não depende apenas dessa medida que vai limitar a expansão dos gastos. Assim como o controle da inflação não depende só do ajuste fiscal e da manutenção de juros elevados, como temos agora. Há toda uma estratégia a ser estabelecida pela nova equipe, que também deve incluir medidas de estímulo ao crescimento, à produção, ao comércio exterior, aos investimentos produtivos, em infrastrutura. O ajuste fiscal, mesmo imprescindível, até reforçar a contração da atividade. O novo governo completou um mês e as projeções mais otimistas ainda estão muito mais relacionadas a uma expectativa de maior eficiência do que a dados concretos. Eu volto na quinta. Até lá.

Veja também