TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Evo Morales corre atrás dos médicos cubanos

Comentário de Política Internacional, com João Batista Natali.

Evo Morales corre atrás dos médicos cubanos Comentário de Política Internacional, com João Batista Natali.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
Evo Morales, o presidente da Bolívia, viajou apressadamente para Cuba, na quarta-feira, para tratar da saúde. Às três da madrugada de ontem, seus acompanhantes informaram que ele tinha apenas uma infecção. E que voltaria para a Bolívia em quatro dias. Mas é possível que nós estejamos assistindo mais uma vez ao mesmo filme, que envolveu um outro governante latino-americano, Hugo Chávez, o presidente da Venezuela. Chávez passou três meses internado em Havana. O governo venezuelano mentiu pelos cotovelos sobre o estado de saúde dele. E ele morreu em março de 2013. Eu me pergunto se Evo Morales também não está escondendo algo. Se fosse para ir atrás de medicina de alta qualidade, não precisaria viajar 4.600 quilômetros até Havana. Se ele voasse 1.700 quilômetros a menos, ele já chegaria a São Paulo. Excelentes hospitais paulistanos poderia tratar dele com competência. Mas a medicina dos melhores hospitais cubanos não vale pela qualidade. Vale pelo silêncio, vale pela não-publicação de boletins sobre o estado dos pacientes. Dá para esconder casos de maior gravidade. Mas vejamos o outro lado de Evo Morales. Ele está no poder há 11 anos. Foi eleito três vezes. Mas não poderá se candidatar uma quarta vez, porque, em fevereiro de 2015, ele perdeu um referendo que permitiria essa espécie de golpe branco. Mesmo assim, o partido de Morales, o Movimento Rumo ao Socialismo, deliberou há um ano que ele deveria ser reeleito mais uma vez. E recomendou que se partisse para o tapetão. A economia boliviana vai bem, obrigado, por causa do gás que é vendido à Argentina e ao Brasil. O preço do gás é atrelado ao do petróleo. Por isso, as receitas da Bolívia estão em queda. E agora é bem mais difícil acabar com a pobreza e financiar programas sociais. Mas toda essa questão deixa de fazer sentido, se Evo Morales estiver doente de verdade. Se ele está ou não, só a medicina cubana poderia responder. Mas os médicos estão com o bico fechado. É assim que o mundo gira. Boa noite.

Veja também