TV Gazeta Logo TV Gazeta Logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo SP BR
Logo TV Gazeta TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta! TV Gazeta, Receitas, Revista da Cidade, Você Bonita, Mulheres, Gazeta Esportiva, Jornal da Gazeta, Mesa Redonda, Troféu Mesa Redonda, Papo de Campeões, Edição Extra, Gazeta Shopping, Fofoca

Escócia independente é cenário de incertezas

Comentarista de Política Internacional do Jornal da Gazeta, João Batista Natali comenta a situação da Escócia.

Escócia independente é cenário de incertezas Comentarista de Política Internacional do Jornal da Gazeta, João Batista Natali comenta a situação da Escócia.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Vamos falar da Escócia. Em nove dias, os escoceses votarão se permanecem no Reino Unido, ou se formarão um país independente. A novidade é que os partidários da independência cresceram de um mês para cá. As duas últimas pesquisas dão um empate técnico, por uma margem de um ou dois pontos. O resultado será bastante apertado. O jornal The Guardian afirma que os partidários da independência escocesa cresceram porque têm uma linguagem mais otimista sobre o futuro. Enxergam o país enriquecido pelo petróleo do Mar do Norte, onde os cidadãos pagarão menos impostos. Esse negócio de imposto alavanca boa parte dos apoios. A ideia não é nova. Foi contra os impostos de Portugal que a Inconfidência Mineira se articulou em Minas Gerais. E foi também contra os impostos da Inglaterra que os americanos começaram a se revoltar, em 1773. Agora, o governo de Londres tenta seduzir os escoceses com maior autonomia tributária. Foi o que sugeriram hoje os líderes dos três principais partidos britânicos no Parlamento Escocês. Mas a independência da Escócia, se for aprovada, provocará uma imensa confusão. O novo país precisará criar uma nova moeda. Deverá também formar seu próprio Exército, seu corpo diplomático, sistema de saúde e rede pública de educação. E também deverá negociar sua adesão á União Europeia e à OTAN, a aliança militar ocidental. Foi divulgado hoje um estudo pessimista de instituições financeiras britânicas. Elas dizem que a independência traria à Escócia uma grande recessão, e uma taxa de desemprego para ninguém botar defeito. Pode até ser chantagem, mas o raciocínio faz sentido. A Escócia se juntou à Inglaterra há 308 anos. Passou a formar o atual Reino Unido, com o País de Gales e a Irlanda do Norte. A identidade britânica alimentou a conquista de um imenso império colonial. É um sonho meio antiquado, que desaba mais uma vez se a Escócia cair fora do barco. É assim que o mundo gira.
Leia mais sobre:
Siga o Jornal da Gazeta nas redes sociais