Vídeos

 
Exclusivo

Em Lisboa Marco Aurélio diz ser “ilegal” a prisão de Lula. No Brasil, a Mídia se cala.

0:00 / 0:00

O ministro Fachin pediu e a 2ª Turma do Supremo atendeu. Estava marcada para esta terça-feira, 26, sessão que analisaria suspensão da prisão de Lula.

Lula teria prisão domiciliar até que Supremo e STJ julgassem recursos finais.

Mas antes o TRF-4, Tribunal que confirmou a sentença de Moro, teria que admitir os recursos da defesa.

Os pedidos da defesa de Lula estavam nesse Tribunal desde abril.

Na sexta, nas mídias, especulações: a 2ª Turma do Supremo já teria maioria para libertar Lula.

Na mesma sexta o TRF-4 agiu: negou a Lula recorrer ao Supremo. Admitiu ao STJ. Fachin agiu rápido: uma hora depois arquivou no Supremo o pedido de liberdade.

Em Lisboa, também na sexta, Marco Aurélio Mello, também ministro do Supremo, também agiu.

À Rádio e Televisão Portuguesa declarou: a prisão de Lula é ilegal por ser inconstitucional. Por não ter condenação na última Instância.

Disse também que Lula, mesmo livre, não pode ser candidato. Porque, já condenado em 2ª instância, não é mais ficha limpa.

Marco Aurélio responsabilizou a presidente do Supremo, Carmen Lúcia:

-Liberei declaratórias dessa inconstitucionalidade (da prisão de Lula) em dezembro e a presidente, muito poderosa, não designa o dia e ficamos por isso mesmo.

As declarações de Marco Aurélio seguem inéditas em grandes Meios de Comunicação... do Brasil.

Nesta mesma sexta, Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF-4, topou delação de Palocci para a Polícia Federal.

Do que Palocci disse a Moro sabe-se do que foi "esquecido". Palocci citou o "meio financeiro" e mais. Deu uma pista sobre socorro dado a Mídias. Contou:

-Empresas de comunicação tiveram sérios problemas neste período, inclusive com algumas empresas declarando default nos seus compromissos externos.

Palocci ofereceu a Moro: "Fico à disposição para dizer o que o senhor achar adequado".

Moro e procuradores da Lava Jato não aceitaram a delação do ex-ministro.

O que Palocci disse e o que deixou de dizer à Policia Federal?


Conteúdo disponível em Jornal da Gazeta .

O Jornal da Gazeta mostra as principais notícias do dia, reportagens exclusivas e análises feitas por comentaristas especializados.