TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Eleição britânica expõe efeitos do Brexit

Comentário de Política Internacional, com João Batista Natali.

Eleição britânica expõe efeitos do Brexit Comentário de Política Internacional, com João Batista Natali.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
Pois o Reino Unido estará votando nesta quinta-feira, para renovar as 650 cadeiras da Câmara dos Comuns, que é Câmara dos Deputados deles. Se os conservadores fizerem a maioria, a primeiro-ministra, Theresa May, continua na chefia do governo. As pesquisas dão a ela uma vantagem de um a 12 pontos. Mas hoje as pessoas são muito mais cuidadosas com as pesquisas de intenção de voto. Há exatamente um ano, essas pesquisas diziam que o país permaneceria na União Europeia. Mas deu zebra, e o Brexit ganhou com 52%. Agora, em abril, os conservadores de Theresa May tinham uma vantagem de 25 pontos sobre a oposição trabalhista. May convocou eleições antecipadas. A diferença foi depois diminuindo. E hoje qualquer palpite é arriscado. O país sofreu este ano três atentados terroristas, que mataram 34 pessoas. Antes de chefiar o governo, Theresa May foi por seis anos ministra do Interior. Ela cuidava da polícia. Os trabalhistas a acusam de ter sido displicente. É verdade que ela reduziu o número de policiais em pouco mais de 10%. Mas a grande falha da polícia britânica, foi a de não monitorar os grupos radicais islâmicos, que são hoje pequenas sociedades secretas, dentro de uma comunidade de 64 milhões de habitantes. Vejamos a oposição trabalhista. Jeremy Corbyn pretende tirar dos conservadores a chefia do governo. Ele é um homem da velha esquerda. Quer aumentar em 5% o imposto de renda dos mais ricos. Para com isso financiar o sistema público de saúde, que está superlotado. A medicina é socializada no Reino Unido. E é isso que preocupa o eleitor, bem mais que o terrorismo. O eleitor também tem medo dos efeitos econômicos da saída da União Europeia. Isso pode custar centenas de milhares de empregos. Virar as costas para a Europa foi uma idiotice sem tamanho. E ninguém sabe se Theresa May, conseguiria negociar vantagens comerciais, com os ex-parceiros do continente. É isso, no fundo, o que mais preocupa o eleitor britânico. É assim que o mundo gira. Boa noite.

Veja também