TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Dólar em alta é um sintoma de incerteza

A gente não costuma ligar muito para o que acontece na economia mundial. Mas a gente nota que alguma coisa séria pode ter acontecido lá fora quando o preço do dólar dá pulos.

Dólar em alta é um sintoma de incerteza A gente não costuma ligar muito para o que acontece na economia mundial. Mas a gente nota que alguma coisa séria pode ter acontecido lá fora quando o preço do dólar dá pulos.
Logo do programa Jornal da Gazeta
Jornal da Gazeta
A gente não costuma ligar muito para o que acontece na economia mundial. Mas a gente nota que alguma coisa séria pode ter acontecido lá fora quando o preço do dólar dá pulos.
Pois então, o dólar deu um pulo. No mês passado, na média ficou abaixo de R$ 3,20. Em três dias, esbarrou nos R$ 3,40. Teria subido mais se o Banco Central não tivesse tomado medidas para segurar o preço.
O preço do dólar é apenas uma parte de um monte alterações nas finanças do mundo, nas aplicações de quem é dono do dinheiro grosso do planeta. Tudo isso tem a ver com a vitória inesperada de Donald Trump na eleição americana.
Mas o que uma coisa tem a ver com a outra?
Primeiro, tem a ver com a surpresa enorme que aconteceu na maior economia do mundo, a americana. A maioria não esperava a vitória de Trump. E Trump tem um programa econômico bem diferente de Hillary Clinton e de Barack Obama. Por exemplo, ele promete reduzir impostos e gastar mais em obras, por exemplo. Isso aumenta a dívida do governo americano.
Como a gente costuma dizer aqui, mais dívida, juros mais altos por lá. Se os juros sobem por lá, tendem a ficar maiores no resto do mundo. O dinheiro fica mais caro e escasso, também para o Brasil. Menos dinheiro vai para países em economias chamadas de emergentes, ainda meio pobres. Com menos dinheiro do mundo aqui, o dólar sobe. É um sintoma.
Além disso, Trump é, pra dizer o mínimo, meio amalucado, e seu programa também. Ninguém sabe muito bem o que ele vai fazer de fato no governo. Isso se chama incerteza. Na incerteza, os donos do dinheiro e até consumidores se retraem, gastam menos, se arriscam menos, esperando para ver como é que fica. Incerteza é ruim para a economia.
O dólar em alta por aqui e em vários países mais pobres é um sintoma dessa possibilidade de aumentos das taxas de juros, que andavam quase a zero nos países ricos. É um sintoma de incerteza. Na incerteza, o dinheiro sai de lugares mais arriscados, como o Brasil.
Se esse rolo durar por muito tempo, se os juros subirem demais, se o dólar ficar mais alto, enfim, tudo isso pode atrasar a recuperação econômica do Brasil. A coisa ficou tensa.

Veja também