TV Gazeta Logo TV Gazeta Logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo SP BR
Logo TV Gazeta TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta! TV Gazeta, Receitas, Revista da Cidade, Você Bonita, Mulheres, Gazeta Esportiva, Jornal da Gazeta, Mesa Redonda, Troféu Mesa Redonda, Papo de Campeões, Edição Extra, Gazeta Shopping, Fofoca

A crise política prolonga a crise econômica

A inflação no final do ano deve bater em 10%. Na verdade, sem firulas estatísticas, ela já está bem perto disso.

A crise política prolonga a crise econômica A inflação no final do ano deve bater em 10%. Na verdade, sem firulas estatísticas, ela já está bem perto disso.
Logo do programa Jornal da Gazeta
A inflação no final do ano deve bater em 10%. Na verdade, sem firulas estatísticas, ela já está bem perto disso. O problema é que, até meados do ano, a previsão era de que a inflação deveria começar a cair agora. Mais ainda, se esperava que a inflação baixasse para 5% no ano que vem, uma queda bem grande.
Só que não. Agora, já se prevê que inflação chegando a 7% em 2016. Tudo isso é uma média, claro. Há preços que sobem bem mais que isso, outros menos.
Hoje saiu uma prévia do índice oficial de inflação para o consumidor, o IPCA. Quer dizer, o índice para o qual o Banco Central olha quando pensa em aumentar ou reduzir juros.
Neste mês, o que pegou pesado no IPCA foram os aumentos do botijão de gás, do etanol, de gasolina e do preço de comer fora de casa. O etanol subiu por causa da entressafra. Os preços dos combustíveis, de gás e gasolina, subiram porque a Petrobras está na pindaíba e porque o dólar sobe.
Vários outros preços continuam a subir ou caem menos também por causa do dólar. Até pão e carne, que subiram bem, sofrem influência do dólar. Pão e carne têm preços influenciados pelo mercado internacional. O pão, por causa do trigo. A carne, porque o Brasil exporta carne.
O dólar continua alto ou subindo por causa da crise política e econômica. Está indo de novo para perto de 4 reais.
O dólar sobe por causa da pindaíba do governo: não se chega a nenhuma decisão de como cobrir o rombo, o déficit, das contas do governo. Aliás, o déficit está subindo e vai estourar muitíssimo todas as previsões feitas faz dois meses.
Não há solução para o caso das contas do governo porque o país está um tumulto político infernal, porque o Congresso está uma baderna, porque a presidente continua sem apoio e sob risco de cair.
Assim, a crise política prolonga a crise da pindaíba do governo, o que prolonga a crise econômica do país, que entre outras coisas eleva o preço do dólar, que ajuda a impedir a queda da inflação. Como as pessoas esperam mais inflação adiante, reajustam preços, quando podem, o que alimenta mais inflação.
Estamos por enquanto presos a esta ciranda infernal.
Leia mais sobre:
Siga o Jornal da Gazeta nas redes sociais