Vídeos

 
Exclusivo

Coreia do Norte expõe amadorismo de Trump

0:00 / 0:00

O serviço de inteligência americano vazou, para o Washington Post, que a Coreia do Norte não interrompeu a produção de mísseis de longo alcance. São os chamados mísseis balísticos intercontinentais. Não têm alcance apenas para bombardear os aliados dos Estados Unidos na Ásia, como o Japão, mas poderiam atravessar o Oceano Pacífico, para atingir alvos no território americano.

As fotografias dos satélites mostram que há uma atividade intensa na fábrica que produz esses mísseis, na cidade de Sanumdong. Vamos recapitular. Donald Trump se encontrou em junho, em Singapura, com o ditador norte-coreano, Kim Jong-un. Os dois assinaram um documento que previa a desnuclearização da península coreana. Ou seja, a destruição das bombas at ômicas, iguais à meia dúzia que a Coreia do Norte já testou. O último teste foi em setembro do ano passado.

Alguns dias depois, Trump declarou que os norte-coreanos não eram mais uma ameaça nuclear. Vejam que as informações da espionagem americana não falam agora em ogivas nucleares. Falam dos mísseis que podem transportá-las. Mas se Kim Jong-um não ameaça mais o território americano no plano militar, por que é que ele continua a construir esses foguetes que podem transportar na cabeça uma bomba?

Uma das respostas possíveis é que a Coreia do Norte está num jogo de queima e assopra. Emite sinais de ambiguidade para negociar em condições vantajosas a destruição de seus mísseis e de suas armas atômicas. Desde o encontro de Singapura, a impressão que ficou é que o ditador norte-coreano foi bem mais esperto que o presidente americano.

Trump é um amador em diplomacia. Gosta de ser truculento, mas entende muito pouco das regras de negociação. Kim Jong-um pode ter feito agora uma tremenda de uma encenação, movimentando material em terra e sabendo que os satélites de espionagem estariam fotografando. Qualquer que seja a verdade, Donald Trump é um caipira pretensioso e tem agora um novo motivo para perder o sono. É assim que o mundo gira. Boa noite.


Conteúdo disponível em Jornal da Gazeta .

O Jornal da Gazeta mostra as principais notícias do dia, reportagens exclusivas e análises feitas por comentaristas especializados.