TV Gazeta TV Gazeta logo TV Gazeta +551131705643 TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!
Av. Paulista, 900 - Bela Vista 01310-940 São Paulo, Brasil
TV Gazeta TV Gazeta, Receitas, Mulheres, Cozinha Amiga, Fofoca Aí, Revista da Cidade, Você Bonita, Gazeta Esportiva, Mesa Redonda, Jornal da Gazeta, Edição Extra, Gazeta Shopping TV Gazeta - Programação ao vivo, receitas, notícias, entretenimento, esportes, jornalismo, ofertas, novidades e muito mais no nosso site. Vem pra #NossaGazeta!

Bob Fernandes / Brasil: por homicídio ou no trânsito, 2 milhões de mortos em 30 anos

Bob Fernandes / Brasil: por homicídio ou no trânsito, 2 milhões de mortos em 30 anos
Logo do programa
O ano começou com 3 presos mortos na Penitenciaria de Pedrinhas, em São Luís. No mesmo Maranhão, 60 presos assassinados em 2013. Vários deles degolados. Sempre em disputa entre facções rivais. Ex-presidente da República e do Congresso, pai da governadora Roseana, o senador José Sarney disse em entrevista quando o ano chegava ao fim: -Aqui no Maranhão, nós conseguimos que a violência não saísse dos presídios para a rua. Bem... Somente nos dois últimos anos 1.442 pessoas foram assassinadas no Maranhão. Se isso não é violência... E morreu hoje, vítima de queimaduras, a menina Ana Clara Santos Sousa, de 6 anos. Ana Clara, uma das 5 vítimas de atentados a ônibus e a delegacias em São Luís. O ano ainda começava quando a Organização dos Estados Americanos (OEA) cobrou o Brasil sobre a superlotação nos presídios. No caso em Porto Alegre, onde 4.591 presos estão onde caberiam 1.984. Porto Alegre não é exceção. O Brasil tem a quarta população carcerária do mundo, com cerca de 600 mil presos. Uma média de 288 presos a cada 100 mil habitantes. No mundo, esse ritmo de crescimento de presos só é superado pelo Cambodja. Certamente há alguma correlação entre violência e a superpopulação nas cadeias. Como já dissemos aqui, e continuaremos a dizer, o Brasil mantém a média de 50 mil homicídios ao ano. Teve 1 milhão e 300 mil assassinatos nos últimos 33 anos. O Brasil, seguiremos a dizer, tem média de 45 mil mortos no trânsito a cada ano. É o país onde mais mata no trânsito, com 1 morte a cada 12 minutos. Nas festas do final do ano, 6.651 acidentes em todo o país. Com 379 mortos e 4.352 feridos; e há quem comemore porque a mortandade foi menor do que há um ano. E o que esse morticínio todo, fora e dentro dos presídios, tem a ver com Política? Tem tudo a ver. Quem faz, quem deve fazer Política, é a sociedade, com seus representantes em várias instâncias. Esse é ano da Política eleitoral. Então, para começar, uma pergunta: como a sociedade deve se organizar, cobrar-se e cobrar pela morte violenta de quase 100 mil cidadãos a cada ano? O que as entidades de classe, os partidos políticos têm a dizer? O que estão a conversar e com quem sobre essa tragédia? O que pensam a respeito, que soluções têm a propor, por exemplo, os candidatos Dilma, Aécio, e Eduardo Campos? Nunca é demais lembrar, e lembrá-los: entre assassinados no bang-bang e no trânsito, mais de 2 milhões de vidas perdidas em 3 décadas... Isso não basta Tema: Política

Veja também