Espelhos

Espelhos

Definimos 2 bairros por região, totalizando assim, 10 bairros/personagens.

ZONA LESTE

– MOOCA

Morador da Mooca, Guto é um representante fiel do bairro: de família italiana, é conselheiro, sócio e torcedor do Juventus e tem uma banda, a Mooca All Stars, que toca apenas músicas com temas e referências do bairro. Tudo com um bom sotaque mooquense.

– ITAQUERA

O bairro de Itaquera era muito diferente há algumas décadas quando Pe. Rosalvino chegou por lá. Desde então, o forte trabalho social do padre salesiano tem contribuído para que muitas crianças e jovens tenham uma formação em artes, esportes e cursos profissionalizantes, ajudando a comunidade a fazer do bairro um lugar melhor.

ZONA SUL

– JARDINS

Deputada Federal, Mara Gabrilli luta por mudanças estruturais para cadeirantes não apenas no bairro dos Jardins, onde mora, mas em todo país. No “Espelhos”, ela mostra como a vida de uma pessoa de mobilidade reduzida pode ser facilitada ou complicada na região onde ela vive.

– CAPÃO REDONDO

O Capão Redondo já foi sinônimo de muita violência em São Paulo. Mas a vida na periferia ficou mais conhecida com o trabalho de Ferrez. Além de escritor, poeta e rapper, ele é o criador da marca “1 da Sul” de roupas e acessórios, produzida na periferia para a periferia na intenção de fomentar a economia do próprio bairro. Hoje a marca é reconhecida em toda a periferia e ficou famosa entre os rappers. Além disso, toda renda dos seus livros é revertida para instituições que atuam com trabalhos sociais no próprio Capão.

CENTRO

– LIBERDADE

Luci não é japonesa, mas é uma baiana apaixonada pela Liberdade, o bairro asiático de São Paulo. Além de trabalhar como jornalista em uma publicação feita exclusivamente por japoneses, ela organiza divertidos passeios turísticos pelo bairro, guiando curiosos em descobrir a cultura oriental.

– REPÚBLICA

Quem é aficionado por discos certamente conhece ou já ouviu falar na loja Baratos Afins, uma das remanescentes do gênero na cidade. Luiz Calanca trabalha na Galeria do Rock, na região da República, há mais de 40 anos e diz que viver o centro de São Paulo é um prazer diário, não só pelas curiosidades que encontra, mas pela diversidade que sintetiza a grande metrópole.

ZONA NORTE

– VILA MEDEIROS

A Vila Medeiros pode até não fazer parte do roteiro turístico de São Paulo, mas, certamente, faz parte do roteiro gastronômico. Isso porque o restaurante Mocotó, do chef Rodrigo Oliveira – considerados um dos melhores chefs brasileiros da atualidade – faz sucesso. O restaurante de comida nordestina já existe há 40 anos.

– CASA VERDE

“A Casa Verde é um reduto de artistas, poetas, sambistas…”, canta, orgulhoso, Celso Martins, um dos diretores-gerais da escola de samba Império da Casa Verde. Parte da cultura do bairro, o samba parece tomar conta da maior parte de seus moradores, que se unem num só canto e ginga na quadra da escola.

ZONA OESTE

-LAPA

Se todo cidadão fosse como Dona Cidinha, os bairros de São Paulo melhorariam rapidamente. Isso porque ela é considerada a rainha dos abaixo-assinados no bairro da Lapa, onde mora há seis décadas. Com mais de 80 anos, ela tem o maior pique para andar pelo bairro, batendo de porta em porta para coletar assinaturas e reivindicar os direitos dos cidadãos.

– VILA MADALENA

Quando se fala em Vila Madalena logo se pensa em cultura vanguardista. Tanto que o bairro é parada obrigatória para os turistas que gostam de arte de rua e se deliciam com as obras espalhadas pelas ruas da região. O grafiteiro Enivo explica a razão pela qual o bairro se tornou polo desse tipo de cultura e o “Espelhos” o acompanha em uma dessas pinturas.

Episódios

Conteúdo disponível em Espelhos .

Espelhos é um programa sobre a história contemporânea de 10 importantes bairros de São Paulo visto através de 10 personagens que são símbolos desses bairros.