Fabrício Carpinejar recebe Luana Piovani em “A Máquina”

Crédito: Yuri Andreoli
Crédito: Yuri Andreoli

A atriz Luana Piovani é a capturada do programa “A Máquina” desta terça-feira, 19 de maio. No programa, que vai ao ar às 23h30, ela fez revelações polêmicas sobre antigos relacionamentos e ainda comentou da importância de sua família.


O bate-papo com o apresentador Fabricio Carpinejar começou com assunto ódio, sentimento que para Luana é momentâneo: “Depois que você organiza o pensamento, não fica o ódio”. Aproveitou para afirmar que não sente raiva de ex-namorados, mas confessou: “Eu solto os cachorros, eu bato boca sim”.


Quando questionada sobre as relações com homens que não gostam de mulheres que tomem iniciativa, ela afirmou já ter passado diversas vezes pela situação e revela: “várias pessoas já brocharam comigo”. Ao falar de sua paixão por literatura, a atriz se emocionou e derrubou lágrimas ao citar a prosa “Para uma menina com uma flor”, de seu autor favorito, Vinicius de Moraes: “A gente é tudo o que viveu para trás, todas as dores, todos os tombos. Somos feitos de todos os sofrimentos que tivemos, de todas as frustrações”.


Ainda sobre sentimentos, ela disse achar que seu atual parceiro, Pedro Scooby, é para toda a sua vida: “Nossa vida é muito em paz e eu nunca vivi isso. Todas as minhas relações amorosas foram sempre em pé de guerra”. Já no final do programa, Piovani falou um pouco sobre sua família e disse que a mãe e avó tiveram grande contribuição em sua vida: ”Minha avó me apresentou a poesia fora dos livros. Ela cantava e eu ficava derretida”.