Agora cantora, Sabrina Parlatore participa do programa “A Máquina”














Nesta terça-feira, às 23h30, Fabricio Carpinejar bate um papo descontraído com a apresentadora e agora cantora, Sabrina Parlatore em “A Máquina”. Durante a entrevista, ela falou sobre sua vida pessoal e sobre a desilusão que sente pelo mundo da fama.


 


Afastada das telinhas, Sabrina tem se aproximado cada vez mais da carreira musical: “Eu resolvi perder a vergonha de cantar”, disse ela sobre as apresentações que fará em abril no Terraço Itália, em São Paulo.


 


Sobre incômodos, a ex-MTV citou o excesso de confiança dos homens: “Me incomoda essa segurança dos homens de que a mulherada está disponível”. Perguntada por Fabrício Carpinejar se ela achava que o homem está mais romântico, ela respondeu não ter certeza.


 


O assunto TV não ficou de fora. Apesar de dizer acreditar que o idealismo pode conviver na TV, Sabrina assume: “Atualmente não são, mas deveriam ser compatíveis”. Ela diz que ainda tem interesse na TV e que acha o veículo “extremamente importante”, mas que está desiludida com o ramo. “Tenho recebido convites, mas é assim: traz seu projeto, o patrocinador, o seu talento, a sua alma. O que aconteceu com o departamento comercial das emissoras?”. Ela ainda completou: “É muito difícil as pessoas se interessarem por você pelo seu talento, suas ideias e seus ideais”.


 


Sobre sua personalidade, ela confessa ser crítica e nervosinha, mas que não perde a esperança nas coisas. A apresentadora também revelou que não é festeira e que não liga muito para a vida social.