“A Máquina” recebe a dramaturga Denise Stoklos

 

Na última terça-feira, 04 de abril, foi ao ar a próxima edição do programa “A Máquina”. Comandado por Fabrício Carpinejar, a capturada da vez foi a dramaturga, atriz e encenadora Denise Stoklos.

Com apresentações em mais de trinta países, a Stoklos contou como começou sua relação com a arte teatral: “Era uma vocação, eu via que me sentia muito feliz quando eu conseguia contar alguma coisa para alguém que tinha me tocado, isto é, quando eu conseguia representar. E aquilo eu fui vendo que se chamava teatro”. Criada no sul do Paraná, sua busca pelo teatro em outras cidades deu origem ao “Teatro Essencial”, que ela explicou: “Chamo de teatro essencial, no sentido de que, o que esteja acontecendo no palco, seja necessário para quem saiu de casa” disse a atriz: “É feito de corpo, voz e memória, com esses três a gente constrói uma dramaturgia, constrói uma peça”.

Na entrevista, a encenadora também comentou sobre suas oficinas: “É impressionante como o brasileiro adora se experimentar, estudar e se conhece mais. ” Porém desabafou sobre a falta de interesse no teatro: “ Eu acho que as pessoas gostam muito de teatro, por mais que se fale ao contrário. As pessoas adoram ir ao teatro, é só dar oportunidade para elas”.

Sobre as próprias atuações, como na peça “Vozes Dissonantes” em que retrata figuras como Padre Antonio Vieira, Denise se auto definiu: “Faço isso de imaginar e tentar chegar a ficar parecida. Tento transmitir como chega até mim”. Ao ser questionada sobre outros planos, revelou em relação a atuar em novelas: “Não gostei e se eu puder, espero nunca mais precisar fazer uma novela na minha vida”, e ainda negou sobre a possibilidade de morar no exterior: “Olha que presente que é onde a gente mora, numa época onde nós somos chamados a ser revolucionários, a modificar tudo, porque tudo está errado”.

 

O programa está disponível no canal da TV Gazeta, no You Tube.

 


Conteúdo disponível em A Máquina .

A Máquina é o personagem central de um programa de entrevistas diferente: ela é quem conduz a conversa entre seu apresentador e seu convidado "capturado".