Fabrício Carpinejar conversa com o cineasta Newton Cannito em “A Máquina”

DSC_6546
Foto por Beatriz Vecchi

 

Nesta terça-feira, dia 22 de março, o programa “A Máquina” da TV Gazeta recebe o cineasta, roteirista e e escritor brasileiro, Newton Cannito.  

“Eu não sabia que ia ser esse negócio de cinema, nunca tinha pensado nisso”, revelou Cannito ao apresentador Fabrício Carpinejar.  Formado em engenharia e com experiência até em aulas de história, ele também contou no programa a difícil relação com a família ainda na adolescência: “ Eu saí de casa com 16 (anos) e neguei a família completamente”. Hoje, com o pensamento diferente, explica: “Estou percebendo como eles são maravilhosos, sempre foram”. Ainda brinca com a mãe que inclusive atuou em um de seus filmes; “Ela é uma pessoa preparada para a fama, nasceu para ser famosa”.

Sobre o seu atual projeto “Magal os Formigas”, filme baseado na fábula “A Cigarra e a Formiga que terá Sidney Magal como protagonista, Newton lembra do pai: “Esse filme é sobre como meu pai não aceitava o prazer. Meu pai tinha dificuldade com o prazer, não curtia a vida”.

Na entrevista, ele ainda falou da experiência de assumir a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura: “É muito pequeno o poder e se você ficar refém a esses pequenos poderes, você pode parar de ter uma visão grandiosa, que é o que realmente importa”.

O programa vai ao ar nesta terça-feira, 22 de março, às 22h30 na TV Gazeta.