Sobre

DSC_5515

 

História

 

O “Mulheres” é o programa feminino de maior longevidade da televisão brasileira. Estreou na grade da TV Gazeta como “Mulheres em Desfile”, em 22 de setembro de 1980, sob o comando de Ângela Rodrigues Alves e Ione Borges. Meses depois, Claudete Troiano passou a dividir o palco com Ione Borges, dando origem à dupla de “parceirinhas”.

Em 1996, Ione passou a comandar sozinha o programa. Claudete assumiu outra atração feminina da emissora, o “Pra Você”, mas voltou a apresentar o “Mulheres” (em que permaneceu até 2000) quando Ione passou a se dedicar a outro projeto.

Com a saída de Claudete, o programa passou a ser apresentado por uma nova dupla, Márcia Goldschmidt e Leão Lobo, que foi substituída em 2001 por Christina Rocha e Clodovil Hernandez.

Em março de 2002, foi a vez de Cátia Fonseca assumir o “Mulheres”. A apresentadora deu um novo estilo ao programa, tornando-o mais alegre e descontraído, como permanece hoje.

 

O Programa

 

Atualmente, a atração comandada por Cátia apresenta quadros sobre comportamento, esoterismo, saúde, beleza, moda e humor, além de contar com a participação da carismática Mamma Bruschetta, que traz as novidades do mundo dos famosos.
O telespectador também fica atualizado sobre as principais notícias do dia, apuradas pela equipe de Jornalismo da emissora.
O “Mulheres” vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 14h às 17h45.

 

Apresentadora

 

Paulistana, nascida em 1 de fevereiro de 1969, Cátia Fonseca cursou Rádio e Televisão no SENAI e começou sua carreira na televisão em 1994 com os programas “Com Sabor” e “Universo Feminino”, ambos na Rede Mulher. Em 1998 substituiu Beth Russo por 15 dias no programa “Mulher de Hoje”, na extinta Rede Manchete, até a entrada de Claudete Troiano.

No mesmo ano (1998), a apresentadora foi para a Gazeta apresentar o programa “Pra Você”, no qual ficou por um período de dois anos até ser chamada para substituir Ana Maria Braga no “Note e Anote”, da TV Record, onde ficou por quase dois anos também.

No começo de 2002, Cátia foi convidada a retornar à Gazeta para apresentar o novo “Mulheres”, e permanece até os dias de hoje. Com uma nova proposta, o programa manteve a mesma formula, mas tudo foi recriado: formato, apresentação, editorias, produção.

Dona de um estilo simples, caseiro, considerado “caipira” para alguns, Cátia Fonseca não liga para fama ou sucesso, mantendo uma relação de igual para igual com seu público.